quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

livro O Mundo que Eu Encontrei

autor: Luiz Sérgio de Carvalho
psicografia: Alayde de Assunção e Silva
Editora: Editora Recanto
148 páginas

Análise de trechos

Luiz Sérgio desencarnou aos 23 anos de idade em acidente automobilístico, e traz em clima sério e jovial o relato de suas primeiras experiências como desencarnado. Conforme informa a Introdução do livro, Luiz Sérgio desencarnou no dia 12 de fevereiro de 1973.

1º trecho,  A influenciação

  O aprendizado de Luiz Sérgio no mundo espiritual se dá com orientadores que são chamados de mentores. No trecho a seguir, ele está aprendendo a colaborar ajudando encarnados em uma situação de emergência.

“Interessante é que precisamos aprender a conduzir uma notícia ou uma pessoa de um lugar para outro sem agir diretamente.
Eu não posso segurar um homem e levá-lo para o lugar onde deve ir. Tenho de pensar perto dele, fazendo com que tenha, por si só, a lembrança de fazer o que precisa. Por exemplo (e isso aconteceu mesmo):
Um menino estava desmaiado e ferido no meio do mato. A mãe e o pai procuravam, mas não imaginavam onde ele estivesse. Por acaso, estávamos passando pelo local e notamos o problema. O mentor olhou para todos nós e me escolheu para fazer a experiência. Ele já havia explicado e feito isso diante de nós todos. Achei-me com grande responsabilidade, mas queria acertar. Então, dirige-me para junto do pai do menino, que estava mais calmo, e fui pensando: "vá por aquele caminho". O homem hesitava, porque supunha que o filho tivesse ido brincar onde costumava. Insisti com bastante força no mesmo pensamento e o homem, sem saber por que, tomou o rumo que eu desejava. Assim o fui guiando. Houve um momento em que ele quase desistiu.
Fiquei seriamente apreensivo, porque, aí, eu teria de admitir a minha inexperiência. Redobrei minha força mental e ordenei: "vá por aqui, que seu filho está diante". Mais tarde, depois de ter sido encontrado o menino, eu ouvi o pai contar que ia voltar do caminho, quando teve uma forte "intuição". A intuição era eu.”

A descrição do autor corresponde ao conceito de influenciação encontrado na obra fundamental do Espiritismo - O Livro dos Espíritos:
questão 459:  Influem os Espíritos em nossos pensamentos e em nossos atos?
Resposta: Muito mais do que imaginais. Influem a tal ponto que, de ordinário, são eles que vos dirigem.

2º trecho,  A influenciação

Luiz Sérgio descreve em algumas passagens do livro, a cidade espiritual onde mora, estuda e trabalha.

  “Ainda quero falar de outras coisas. No Natal, por exemplo, que também festejamos. Já na véspera, ouvimos, uma belíssima explanação com a recomendação de que não fizéssemos o nosso Natal egoisticamente. De acordo com a sugestão, o grupo, sempre seguido pelo mentor, buscou uma família necessitada de conforto; e, então, foi uma correria, intuindo um a outro para levar-lhes o necessário a fim de que o estômago insatisfeito não os impedisse de pensar em Jesus.” (pág. 19)

 Não somente desencarnados podem, na ocasião do Natal, visitar famílias necessitadas. Saibamos também nós, encarnados, apoiarmo-nos neste exemplo e fazer o mesmo.
  ‘O Mundo que eu Encontrei’ é um livro que oferece boa leitura, trazendo compreensão adicional sobre a vida no mundo espiritual, em relação ao que costumamos aprender ao ler a série de livros de André Luiz, na psicografia de Francisco Cândido Xavier. O Espiritismo é doutrina progressiva em nós, de modo que sempre devemos estar abertos a conciliar novos aprendizados.


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...