quarta-feira, 4 de maio de 2016

Hydesville, 1848

    
    A manifestação de espíritos por meio de ruídos ocorreu em vários lugares no mundo antes de 1848, mas somente em Hydesville se dará o despertamento do interesse coletivo para comunicações possíveis com os mortos. Na pequena vila do estado de Nova York, de modo inédito, centenas de pessoas testemunham a existência da vida espiritual.

     A publicação de livros inicia-se no primeiro ano das manifestações, com o surgimento de um único opúsculo contendo vinte declarações assinadas por pessoas que fizeram perguntas e obtiveram respostas do espírito batedor de Arcadia – nome da cidade onde se localiza o vilarejo citado. Os historiadores somente se interessam em editar seus alfarrábios novamente, a partir do ano de 1850. Um exemplo é “History of the Communion with Spirits and The  Mysterious Noises”, escrito por Eliab Wilkinson Capron, que noticia o questionamento dirigido aos espíritos nos primeiros grupos de experimentação:
           
“Perg. Qual é a missão de vocês no mundo?
Resp. Fazer o bem. Aproxima-se o tempo em que nos comunicaremos em todo o mundo.
P. Qual benefício isso trará para a humanidade?
R. Podemos revelar muitas verdades – e o homem viverá mais harmoniosamente e melhor preparado para sua futura vida espiritual em planos elevados.”1
    
    Surpreendentes são os nomes das personagens comunicantes:

“Milhares de perguntas dirigidas aos espíritos manifestantes foram respondidas pelos espíritos de Emanuel Swedenborg, a “Vidente de Prevorst”, George Fox, Lorenzo Dow, Galeno, William E. Channing, Nathaniel P. Rogers, John Wesley, Samuel Wesley, Percy Bysshe Shelley, Prof. David P. Page, e muitos outros.”2
     
    Visitemos os traços biográficos desses manifestantes desencarnados.

Emmanuel Swedenborg (1688-1772) foi um profundo estudioso da Bíblia.  Destacou-se em todas as ciências, especialmente na Teologia, na Mecânica, na Física e na Metalurgia.3   
Em suas obras "Céu e Inferno", "A nova Jerusalém" e "Arcana Caelestia" descreveu o processo da morte e detalhou a estrutura do mundo espiritual.

A Vidente de Prevost denominava-se Frederica Hauffe (1801-1830). O livro ‘A Vidente de Prevorst’ foi escrito pelo médico alemão Justinus Kerner. Ele estudou as ocorrências psíquicas manifestadas por sua paciente, em cuja presença produziam-se ruídos, objetos adquiriam movimento e  seu corpo e o de pessoas próximas flutuavam no ar ou na água.4

George Fox (1624-1691) é o criador do movimento Quaker. George reúne os amigos e forma uma nova seita inicialmente denominada Sociedade dos Amigos. Agrupados em silêncio, meditavam e aguardavam inspirações. Passaram a ser chamados de quakers devido às fervorosas atitudes oracionais conjugadas que os faziam tremer. Entre suas crenças, os quakers  prezam pelas ações pacifistas e beneficentes.5

Samuel Wesley (1662-1735) foi pastor da igreja anglicana da Inglaterra e também um poeta e escritor muito erudito. Casado com Susanna Wesley, tiveram 19 filhos.
Seu filho, John Wesley (1703-1791) além de ser o criador do Metodismo, é o relator de um livro de memórias sobre a família, inserindo fatos ocorridos no ano de 1716. Relata fenômenos de ruídos  em recintos da casa durante vários meses. Ouviam-se os estrondos de  garrafas estilhaçando-se no depósito embaixo da escada, mas a verificação mostraria que as garrafas continuavam intactas.  Barulhos semelhantes às passadas de um homem subindo e descendo degraus eram escutados em todas as horas da noite, fazendo-se acompanhar de vozerio abafado no sótão. Realizadas buscas, nada foi encontrado.6

Lorenzo Dow (1777-1834) era um pregador itinerante da Bíblia. Iniciando sua carreira aos 18 anos de idade, tornou-se um tanto excêntrico por seus zelosos hábitos, distribuindo panfletos de dia e pregando à noite. Permanecendo apenas dois dias em cada cidade, percorreu inúmeras localidades e alcançou sucesso como escritor, tendo sua autobiografia se tornado o segundo livro mais vendido nos Estados Unidos, superado apenas pela Bíblia. Ao final de sua vida transferiu-se para a Inglaterra, onde influenciou fortemente o surgimento do Metodismo de John Wesley.7
Galeno (129-217) foi médico e filósofo grego.
  Dissecou animais e esclareceu mais claramente do que seus antecessores a circulação do sangue. Seus ensinos resumem os conhecimentos médicos que prevaleceram de modo inquestionável durante 1.500 anos.8

William Ellery Channing (1780-1842) foi um pregador do Unitarismo nos Estados Unidos e um de seus principais teólogos.  Os unitários afirmam que não existe trindade teológica de pai, filho e espírito santo, preferindo crer que Deus é único. Seus sermões públicos voltavam-se contra  a escravidão, o uso da bebida e a guerra.9

Nathaniel Peabody Rogers (1794-1846) foi um escritor americano que atuou como editor de um jornal anti-escravagista, e ao ser replicado por vários outros jornais contribuiu com os esforços da abolição da escravatura naquele país.10

Percy Bysshe Shelley (1792-1822) foi um dos maiores poetas do romantismo na Inglaterra. Pioneiro no engajamento da não-violência e da determinação política influenciará, no futuro, o ativismo de Mahatma Gandhi na Índia.11

David Perkins Page (1810- 1848) foi um educador e autor do livro-texto escolar mais popular do século XIX – Teoria e Prática do Ensino, escrito em 1847 e que em vinte anos alcançou mais de 100.000 cópias vendidas.12

    São, como vimos, líderes de vários setores da atividade humana, cientistas, estudiosos, reformadores religiosos e educacionais, ativistas dos direitos humanos e médiuns desencarnados, auxiliando na difusão dos círculos espiritualistas por meio de respostas a questionamentos humanos sobre a vida após a morte.

Referências bibliográficas
(1) History of the Mysterious communion with Spirits and The Mysterious Noises, Eliab W. Capron & Henry D. Barron, 1ª edição, 1850, p. 68
(2) History of the Mysterious communion with Spirits and The Mysterious Noises, Eliab W. Capron & Henry D. Barron, 1ª edição, 1850, p. 69
(3) Revue Spirite, novembro de 1859, Allan Kardec
(4) Reflexões teóricas e históricas sobre o Espiritualismo entre 1850-1930, Profª Drª Eliane Moura Silva, Departamento de História, UFCH-UNICAMP, 1997
(5) George Fox Friends, A Journal of Historical account, Book Store, p. 56
(6) Memories of the Wesley Family, Adam Clark, 1. edition, 1823, p 161-165
(7) Cyclopedia of American Biography, D. Appleton, 1888, p. 218
(8) De la Magia Primitiva a la Medicina Moderna’, Ruy Pérez Tamayo, Secretaría de Educación Pública y del Consejo Nacional de Ciencia y Tecnología, México, Fondo de cultura econômica, 1997
(10) Introduction to Nathaniel Peabody Rogers: Miscellaneous Writings’, John Pieront, 1849
(11) Shelley, The Pursuit’, Richard Holmes, Harper Perenial,  2005
(12) A Cyclopedia of Education, Will S. Monroe, 1931, vol.4



Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...