terça-feira, 10 de maio de 2016

Robert Fludd



  
    Robert Fludd (1574-1637), médico inglês, foi um escritor prolífico sobre os temas da física, filosofia, engenharia, matemática, anatomia e química. 
    Estudou artes em Oxford no Saint John the Baptist College. Dirigiu-se à França, Espanha, Itália e Alemanha, onde por seis anos estudou química e ciências ocultas. De retorno à Inglaterra, formou-se em medicina no College of Physicians de Londres. Desenvolveu um grande interesse pela filosofia Rosacruz e mais tarde viria a se tornar um dos mais ardentes defensores do Movimento. Embora fosse um dos primeiros a considerar a importância das observações e das experimentações para o desenvolvimento do conhecimento natural, era ainda mais firmemente voltado a crer literalmente nos textos das escrituras chegando a interpretar o relato da criação no Genesis como um processo alquímico divino. Fludd foi o introdutor das curas magnéticas na Inglaterra. Acreditava que cada ser humano é um pequeno universo possuindo as propriedades magnéticas semelhantes às dos imãs, ou seja, podem atrair e repelir uns aos outros. Afirmou que o uso dos magnetos curavam qualquer doença, se usados de modo apropriado, o que incluía manter a cabeça do paciente voltada para o norte e seus pés para o sul, numa posição boreal. São atribuídas a ele curas maravilhosas ao complementar os tratamentos médicos com água magnetizada no estúdio de pesquisa de sua própria residência. Foi considerado o último dos alquimistas: quando faleceu, a alquimia morreu com ele.

   Contribuição de Robert Fludd: magnetizou a água e obteve muitas curas.

Fonte: Hermetic Philosopher and Surveyor of Two Worlds – Robert Fludd, Joscelyn Godwin, Thames & Hudson Ltd. 1979




Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...