sexta-feira, 6 de maio de 2016

Além do ensino moral



  
Vemos em ‘O Livro dos Médiuns’ que os nossos cursos, os nossos grupos de estudo, os nossos seminários e encontros doutrinários precisam incluir o estudo dos fatos, os meios de observação, a comprovação e a contribuição com o progresso da ciência espírita. A pesquisa, segundo se depreende em Allan Kardec, deveria fazer parte dos estudos sistematizados, a que o codificador denomina a instrução espírita.

“A instrução espírita não abrange apenas o ensinamento moral que os Espíritos dão, mas também o estudo dos fatos. Incumbe-lhe a teoria de todos os fenômenos, a pesquisa das causas, a comprovação do que é possível e do que não o é; em suma, a observação de tudo o que possa contribuir para o avanço da ciência. Ora, fora erro acreditar-se que os fatos se limitam aos fenômenos extraordinários; que só são dignos de atenção os que mais fortemente impressionam os sentidos. A cada passo, eles ressaltam das comunicações inteligentes e de forma a não merecerem desprezados por homens que se reúnem para estudar. Esses fatos, que seria impossível enumerar, surgem de um sem-número de circunstâncias fortuitas.” (O Livro dos Médiuns, Allan Kardec, segunda parte. Cap. 19, item 328, p. 444)

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...