sábado, 7 de maio de 2016

Esboço da Natureza Humana



   Esquisse de la Nature Humaine, lançado em 1826, em Paris, mereceu a indicação de Allan Kardec na lista dos livros recomendados para o estudo do sonambulismo magnético e dos fenômenos do magnetismo animal.
  Desde Cornelius Agrippa e Paracelso, até Mesmer e seus seguidores, longa é a lista dos estudiosos da influência benéfica que a imposição de mãos e os passes podem proporcionar no alívio e na cura de doenças físicas e mentais.
   Pioneiro do magnetismo animal, Casimir Marie Marcellin Celestin Chardel (1777-1847), médico formado pela Faculdade de Paris, compôs uma curiosa obra para participação em um concurso aberto em 1818 pela Academia de Berlim na qual afirmava: “O magnetismo é uma transfusão de vida espiritualizada do organismo do operador para o do paciente”. Esta sua ‘Memória sobre o Magnetismo Animal’ contém os princípios essenciais da teoria que desenvolveu mais tarde nas obras seguintes: ‘Esboço da natureza humana explicada pelo magnetismo animal’ (1826) e ‘Ensaio de psicologia fisiológica’ (1831).
  
   A última seção do ‘Esboço’ é dedicada ao magnetismo animal.  Chardel menciona um caso incomum de sonambulismo, que continuou ao longo de um período de meses.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...