sexta-feira, 6 de maio de 2016

Investigar é preciso



  
Não há como negar que o Espiritismo se caracteriza por três aspectos que progridem simultaneamente: religião, ciência e filosofia.  Quanto ao aspecto científico, Allan Kardec repete, em todas as suas obras, a necessidade de reconhecermos que a ciência espírita não progredirá se esperarmos que venha pronta – não estamos dispensados do trabalho de estudar, nem de investigar.
   Claramente ele afirma: “só a esse preço adquiriremos a ciência.”
   Vejamos os trechos assinalados no livro O Que é o Espiritismo:

“Os Espíritos não estão encarregados de trazer-nos a ciência já feita; seria, realmente, muito cômodo se nos bastasse pedir para sermos logo servidos, ficando assim dispensados do trabalho de estudar.
Deus quer que trabalhemos, que o nosso pensamento se exercite; e só por esse preço adquiriremos a ciência; os Espíritos não vêm libertar-nos dessa necessidade: eles são o que são; o Espiritismo tem por objeto estudá-los, a fim de que, por analogia, fiquemos sabendo o que seremos um dia; e não para nos fazer conhecer o que nos deve ser oculto, ou revelar-nos as coisas antes do tempo próprio.”(cap. 16, Diversidade dos Espíritos)

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...