sexta-feira, 6 de maio de 2016

Os livros do Magnetismo recomendados por Kardec



   Allan Kardec insere, em seu ‘Catálogo Racional para se Fundar uma Biblioteca Espírita’ livros franceses que visam o estudo do Magnetismo. De sua lista encontram-se traduzidos para o Português somente os três livros de Charpignon, Deleuze, e Du Potet:
Anais do Magnetismo Animal, de 1814 a 1816.

Revista Magnética, de  Aubin Gauthier, jornal de curas e fatos magnéticos e sonumbulismo.

Tratado do Sonambulismo, Bertrand.

Correspondência mantida entre Deleuze e Billot, uma obra notável pois desde 1820 o Dr. Billot deduziu dos fenômenos magnéticos e sonambúlicos, a prova da existência e independência da alma, sua natureza e a intervenção dos espíritos.

Esboço da Natureza Humana, Chardel.

Fisiologia, Medicina e Metapsíquica do Magnetismo Animal, Charpignon, com deduções de notável conformidade com os princípios da doutrina espírita. (já traduzido)

Instrução Prática sobre o Magnetismo Animal, Deleuze (já traduzido)

Tratamento de Magnetismo em 12 lições, Barão Du Potet (já traduzido)

A Arte de Magnetizar, Lafontaine.

Memórias e Aforismos, Mesmer.

Curso de Magnetismo em 12 lições, Millet.

Memórias para servir à história e ao estabelecimento do Magnetismo, Marquês de Puysegur.

Cartas Ódicas e do Magnetismo, Cavaleiro de Reichenbach, curiosa experiência sobre o fluido ódico, descoberto pelo autor e que, parece, deve lançar nova luz sobre a questão dos fluidos, se forem confirmadas. Pelos conhecimentos que possuem, os espíritas estão particularmente em posição de controlar esta teoria.

Manual Prático de Magnetismo Animal, Alphonse Teste, exposição metódica dos processos empregados para produzir os fenômenos magnéticos e sua aplicação ao estudo e ao tratamento das doenças.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...