segunda-feira, 23 de maio de 2016

Quatro tipos de sonambulismo

   Alexandre Jacques François Bertrand (1795-1831)
foi médico, doutorado na Faculdade de Medicina de Paris, e desenvolveu estudos sobre os fenômenos do sonambulismo. Seu livro Traité du somnambulisme et des différentes modifications qu’il présente, surgido em 1823 e do qual apresentamos aqui alguns trechos, é uma das obras recomendadas por Allan Kardec, em seu ‘Catálogo Racional para se Fundar uma Biblioteca Espírita’. Além das obras fundamentais da doutrina espírita, Kardec recomendou obras diversas que tratam sobre Espiritismo, filosofia, teatro, ciências e magnetismo.
   É importante destacar que em 1826 Bertrand também escreveu o livro ‘Du magnétisme animal en France et des jugements qu'en ont porté les sociétés savantes, (Suivi de) Considérations sur l'apparition de l'extase dans les traitements magnétiques’ que trata da análise dos sujeitos extáticos, pessoas que, sob os efeitos do tratamento do magnetismo, mergulhavam no que hoje diríamos um estado alterado de consciência.
  
Em suas 521 páginas, o Tratado de Sonambulismo trata da existência de quatro tipos de sonambulismo: essencial, sintomático, artificial e extático, correspondendo aos estados devidos a disposições nervosas, doenças, provocado pelo magnetismo animal, ou elevada exaltação moral, sendo os dois primeiros conhecidos da medicina, e os dois últimos completamente desconhecidos.
   Em sua Introdução, afirma Bertrand:
   Não há, na França, um tratado específico sobre o sonambulismo. Nem se trata dele no relato de doenças ou nosologia, e muito raramente é atribuído ao sonambulismo seu lugar de direito. Nessas obras, quando é dedicada maior extensão a este estado interessante, desfilam noções gerais e imperfeitas e observa-se que os autores tangem o assunto ao relatarem histórias às quais não se atrevem a dar total confiança, a si mesmos permitindo-se aprovar ou rejeitar as circunstâncias, conforme lhes pareçam plausíveis ou inadmissíveis as circunstâncias.
   Impraticável buscar uma obra onde haja precisão sobre este assunto, que discorra com detalhes que indiquem a segurança obtida por uma testemunha ocular a qual tenha formado sua própria opinião a partir de  fatos observados cuidadosamente.
   Várias são as causas que podem produzir o fenômeno do sonambulismo:
1º  Uma disposição nervosa particular surge às vezes, durante o sono comum, em indivíduos que parecem desfrutar de perfeita saúde;
2º  Por vezes ocorre também, no decurso de certas doenças, que podem ser considerados como um sintoma ou como uma crise;
3º  Em alguns casos surge por efeito dos processos empregados nos tratamentos  por magnetismo animal;
4º  Pode resultar de um exaltação moral levada ao grau máximo, e é contagioso – por imitação –, para todas as pessoas sujeitas à mesma influência magnética.
Assim sendo, temos quatro espécies de sonambulismo: essencial, sintomático, artificial, e extático.



Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...