terça-feira, 5 de dezembro de 2017

Regressão de memória

Em estudo publicado pela Federação Espírita Brasileira, de autoria de Antonio Eduardo Lobo Vilela,

         Nos nossos trabalhos experimentais temos ensaiado sobre os próprios desencarnados os fenômenos de regressão da memória, com ótimos resultados. Como se sabe, entre os Espíritos manifesta-se a mesma variedade de opiniões e crenças que se encontra entre os homens, porque a morte não é um abismo, mas uma sequência natural da vida. (Revista Reformador, abril de 1960, A Regressão da Memória, Dr. A. Lobo Vilela)

   Suely Caldas Schubert argumenta da necessidade de proceder a aplicação de recursos da regressão de memória em alguns casos de atendimento a comunicantes necessitados. O fato de Suely mencionar ‘em grande número de comunicações’ sugere que a aplicabilidade desse recurso não deve ser encarado como de uso raro:

         (...) é preciso compreendamos que é quase impossível a uma pessoa mudar de procedimento, sem que seja levada a conhecer as causas que deram origem aos seus problemas. Razão por que, em grande número de comunicações, o doutrinador, sentindo que há essa necessidade, deve aplicar as técnicas de regressão de memória no comunicante. Esta técnica consiste em levá-lo a recordar-se de fatos do seu passado, de sua última ou anterior reencarnação, despertando lembranças que jazem adormecidas.  (Obsessão/Desobsessão, Suely Caldas Schubert – profilaxia e terapêutica espíritas, Federação Espírita Brasileira, copyright 1981, 2ª edição 2010, pág. 177)


   Alguns fatores podem impedir a efetivação do processo de regressão, e entre eles devemos considerar a possibilidade de que o comunicante pode não estar suficientemente apto para rever fatos desconcertantes de seu passado, o que indica que não devemos insistir demasiadamente quando ocorram impedimentos na aplicação dos procedimentos de regressão.

REGRESSÃO – alguns procedimentos
 As experiências relatadas por Hermínio Miranda em seus livros de relatos de casos práticos de doutrinação dão-nos conta dos passos seguidos na indução para a regressão.
 Os procedimentos que otimizam a realização do processo de regressão da memória em comunicantes da reunião mediúnica resumem-se em:
(1) após a fase de recepção do comunicante, e durante a etapa de esclarecimento, afirmar-lhe que busque lembrar-se daquilo que gerou esta sua aflição, seu descontentamento, sua inaceitabilidade, seu ódio
(2) a existência de dúvidas entre os integrantes encarnados do grupo mediúnico a respeito do processo de regressão pode impedir a ocorrência imediata da rememoração, importando que todos os componentes estejam familiarizados com o embasamento doutrinário dessa prática

(3) verificado o estado regressivo, o doutrinador operará no sentido de sugerir ao comunicante a revisão consciencial dos fatos relatados, após o que deverá reconduzir o comunicante ao estado inicial de expressão de personalidade com o qual iniciou a conversação com o doutrinador. Para tanto, bastará ao doutrinador dizer algo semelhante a: traga essas lembranças consigo e volte para conversar comigo.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...