segunda-feira, 3 de dezembro de 2018

A progressividade da doutrina espírita I

   Em vária ocasiões Allan Kardec afirma poder a doutrina espírita ser objeto de um processo que lhe
conduza à progressividade. 
   Não há como imaginarmos a possibilidade da progressividade da doutrina espírita ocorrer de modo divorciado do aprimoramento das atividades dos centros espíritas ou afastada dos melhoramentos diários proporcionados pela renovação mental de cada espírita. As dezenas de milhares de instituições espíritas significam o movimento de instrumentação do Espiritismo junto às criaturas, e as milhões de pessoas adesas à causa são o ambiente pessoal onde a essência da doutrina efervesce e pode realizar a transformação pretendida pela doutrina espírita.
   Entendendo que o pensamento de Leon Denis permanece vivo quando afirma que "o Espiritismo será o que os homens dele fizerem" (Leon Denis, No Invisível), algumas questões devem ser propostas quando buscamos analisar o que temos feito do Espiritismo.
    Allan Kardec afirma que "o Espiritismo é uma ciência de observação e não produto da imaginação."(Allan Kardec, A Gênese, cap. 1, item 14). Certamente precisamos com mais frequência colher os dados dos fatos novos costumeiramente surgidos nas rotinas de atividade espírita e procedermos a observação, comparação e análise conforme preconiza Allan Kardec e Obras Póstumas, de modo a remontar dos efeitos às causas e deduzir-lhes as consequências e suas aplicações úteis.  
        




Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...